Fragatas MEKO200 - "Vasco da Gama" estão agora com 25 anos

Fragata da classe Vasco da Gama

Três das principais embarcações da Marinha Portuguesa estão agora com 25 anos prefazendo metade da sua vida útil. Modernizações são necessária.

Neste ano de 2016, as três fragatas da classe Vasco da Gama (MEKO200) fizeram e/ou estão para fazer os seus 25 anos desde a entrada em serviço na Marinha Portuguesa, completando assim metade da sua vida útil que é de cerca 40 a 45 anos.
Segundo o almirante Macieira Fragoso, da Marinha, a continuidade das Vasco da Gama como meios de valor por mais duas décadas apenas é possível de for dada a atenção devida para a modernização contínua destes meios. 
 
Caso, por algum motivo, recursos não sejam ou não continuem a ser enviados para que estes "upgrade" sejam realizados, Portugal poderá perder a sua capacidade de liderar operações navais da NATO/OTAN (Organização do Tratado Atlântico Norte), como tem feito nos últimos anos (Somália em 2011, por exemplo).
Parte do interior das MEKO-200
 
Recentemente estas mesmas actualizações estiveram em risco com a possível aquisição, por oportunidade, do navio logístico Siroco, desactivado prematuramente da Marinha Francesa, mas este acabou por ser recusado por motivos técnicos e económicos (consultar matéria publicada no Portugal Defense News - portugal-defense-news.webnode.pt/news/navio-siroco-tao-desejado-por-portugal-vai-afinal-para-o-brasil/).
 
Isto significa, que tanto a actual operacionalidade, como a sua melhoria, tem estado em risco com orçamentos cada vez mais apertados, que não disponibilizam verbas suficientemente "folgadas" para que a Marinha possa satisfazer as suas devidas necessidades.
 
A somar a estas três fragatas a Marinha tem ao dispor ainda duas fragatas tipo "M" da classe Bartolomeu Dias (as mais modernas) somando assim, cinco os meios de superfície ao dispor para um possível conflito de média/alta intensidade, mas também conta com outras embarcações mais pequenas (corvetas e patrulhas de relativo porte) com algum valor bélico assim como dois modernos submarinos alemães (talvez a arma mais temida nos mares portugueses).
Fragata da Classe Bartolomeu Dias tipo "M"

 

Desde 2005 que decorre um programa de modernização de meia-vida das fragatas, o mid-life upgrade ou MLU com o objectivo de substituir diversos equipamentos, como os sistemas de comunicação, software e hardware e possivelmente sistemas de armas embarcados.

Fonte: Expresso// Arquivos próprios// outros sites e/ou fontes de menor relevância//

Imagens: Internet e outros

 

 

 

Etiquetas

A lista de etiquetas está vazia.